Mostrando postagens com marcador Misseis. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Misseis. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Trump prediz sobre novo ataque a Síria: "Russia, prepare-se". Analistas revelam que bases militares podem ser atacadas


Por: Redação OD
Usando sua  principal ferramenta de comunicação com o mundo, o Twitter, o presidente norte-americano, Donald Trump publicou avisos provocatórios na manhã desta quarta-feira (11). "A Russia promete abater quaisquer mísseis disparados contra a Síria. Prepare-se, Russia, pois eles estão chegando, bons, novos e “inteligentes”! Vocês não deveriam ter-se aliados a um animal assassino que mata o seu povo com gás e gosta disso!", escreveu Trump na sua páginaO anúncio aparece na sequência da declaração do presidente feita em 9 de abril, quando Trump afirmou que nas 48 horas seguintes ele e sua administração decidiriam como os Estados Unidos iriam responder ao suposto ataque químico da cidade síria de Douma.

sábado, 30 de dezembro de 2017

Raytheon ganha contrato com a USAF para o fornecimento de mísseis AMRRAM e com a Geórgia para mísseis JAVELIN


Por: Redação OD

A empresa Raytheon, uma das maiores fabricante de armas e afins dos EUA e que possui grande contratos com este governo na área de defesa, ganhou um contrato dUSAF no valor de US$ 634,2 milhões para a produção de um lote de mísseis ar-ar de médio alcance AIM-120 AMRAAM. Além dos mísseis o contrato prevê ainda, a produção de peças sobressalentes e de equipamentos para a telemetria dos mísseis. O prazo para o cumprimento do contrato está previsto para 31 de janeiro de 2020, especifica o Departamento de Defesa. Ainda de acordo com o comunicado publicado no site do Pentágono, a empresa também fora contemplada com alguns outros contratos, que envolve vendas de armas para países como Japão, Coreia do Sul, Marrocos, Polônia, Indonésia, Romênia, Espanha, Turquia, Bahrein, Catar e Geórgia

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Diante da ameaça da Coreia do Norte, Japão aprova orçamento recorde para defesa militar

Soldados japoneses armam lança-míssil temporariamente após teste de míssil da Coreia do Norte passar por cima do Japão (Toru Yamanaka/AFP)
Por: Redação OD

Foi aprovado pelo Governo Japonês, o orçamento para sua área de defesa recorde para o ano de 2018, tendo estes fundos monetários como destino maior, os sistemas de defesa antimíssil e armas, os quais podem conduzir ataques preventivos contra bases militares na Coreia do Norte, em caso da ameaça se torne real. O valor do orçamento de 5,19 trilhões de ienes, cerca de R$ 152 bilhões, é o maior de todos os tempos, com um aumento de 1,3% em relação ao ano passado. O premiê, Shinzo Abe, acabou com os cortes no orçamento militar do país quando assumiu o poder no final de 2012. Nos últimos anos, o pacote de fundos destinados ao sistema de defesa japonês só cresceu. 

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

O perigoso combustível sem o qual o programa nuclear da Coreia do Norte poderia parar

Especialistas podem identificar pela cor das chamas qual combustível está sendo usado no míssil
Por: Redação OD

Se ouvir falar em UDMH, saiba: não é nenhuma nova droga sintética do momento, mas sim o potente e perigoso combustível que faz com que os mísseis da Coreia do Norte tenham um alcance cada vez maior. A sigla em inglês se refere à substância química dimetil-hidrazina assimétrica. "Temos certeza que a Coreia do Norte está usando o UDMH em seus mísseis", disse à BBC David Wright, codiretor do programa de Segurança Global da União de Cientistas Preocupados, organização sem fins lucrativos criada em 1969 por cientistas do MIT (o instituto de Tecnologia de Massachussets).

domingo, 13 de agosto de 2017

Japão ativa seus sistemas antimísseis diante das ameaças de ataque da Coréia do Norte


Por: Redação OD

O Japão ativou neste sábado (12) seu sistema de defesa antimísseis Patriot, após a Coreia do Norte ameaçar atacar a Ilha de Guam com mísseis sobre o território japonês. O ministério da Defesa começou a ativar o sistema de proteção aérea Patriot 3 (PAC-3) em Shimane, Hiroshima e Kochi, no oeste do Japão, localidades que segundo Pyongyang poderão ser sobrevoadas por seus mísseis em direção à Guam. O Japão também se dispunha a ativar o sistema de defesa antimísseis em Ehime, segundo a agência estatal NHK.

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Defesa civil de Guam publica recomendações em caso de ataque com mísseis


Por: Redação OD

O Gabinete para a Defesa Civil de Guam, território norte-americano no Pacífico, publicou esta sexta-feira uma série de recomendações sobre a “iminente ameaça com mísseis” da Coreia do Norte. O relatório de 14 páginas contém uma série de conselhos à população civil, como a preparação para o abastecimento de material médico de emergência, procura de pontos de proteção e refúgio ou procedimentos sobre como isolar uma habitação em caso de ataque químico.

domingo, 18 de junho de 2017

Raytheon irá reiniciar sua linha de produção dos mísseis SM-2 após venda de US$ 650 milhões


Por: Redação OD

A fabricante de armas norte-americana Raytheon (RTN.N) irá reiniciar sua linha de produção do míssil Standard 2 (SM-2) depois que quatro países aliados dos EUA assinaram um contrato de intenção no valor de US $ 650 milhões, revelou o presidente da Raytheon's Missile Systems, Taylor Lawrence, neste domingo. A Raytheon está participando do Paris Air Show (19 a 25 de junho), onde ela planeja fazer o anúncio da reativação da linha de produção do SM-2 que foi fechada por cerca de dois anos.

quinta-feira, 8 de junho de 2017

EUA preocupados com desenvolvimento de mísseis norte-coreanos. País asiático realizou vários testes com mísseis de médio alcance

Mísseis: Trump disse que uma nova ação desse tipo pode desencadear uma resposta militar norte-americana (KCNA/Reuters)
Por: Redação OD

O diretor do programa de defesa de mísseis dos Estados Unidos, o vice-almirante James Syring, afirmou nesta quarta-feira que os progressos registrados pela Coreia do Norte geram “grande preocupação” e que o governo norte-americano está se preparado para o cenário de poder ver seu território atingido por um projétil lançado por Pyongyang. Syring afirmou em uma audiência no Comitê de Forças Armadas da Câmara dos Representantes que os testes da Coreia do Norte dos últimos seis meses causaram preocupação a ele e outros representantes do programa norte-americano de mísseis devido aos avanços tecnológicos apresentados pelo regime de Kim Jong-un.

domingo, 11 de setembro de 2016

Seul elabora plano para destruir Pyongyang em caso de um ataque nuclear


Por: Redação OD

A Coreia do Sul já possui um plano para destruir a capital da Coreia do Norte, através de bombardeios intensivos caso Pyongyang, mostre sinais de um ataque nuclear, revelou uma fonte militar de Seul à agência sul-coreana de notícias Yonhap.

“Todos os distritos de Pyongyang, particularmente aqueles onde o líder norte-coreano, possa a vir esconder-se serão completamente destruídos por mísseis balísticos e tiros de artilharia com um alto poder explosivo, assim que o Norte mostre sinais de que irá fazer uso de seu arsenal nuclear. Por outras palavras, a capital do Norte será reduzida a cinzas e eliminada do mapa”, disse a fonte militar.

domingo, 17 de julho de 2016

Israel dispara míssil contra drone vindo da Síria


Por: Redação OD
Militares de Israel dispararam dois mísseis antiaéreos contra um drone que invadiu seu espaço aéreo vindo da Síria, informou neste domingo um porta-voz da Força de Defesa de Israel (IDF), e não foi revelado qual era o tipo do drone nem a quem ele pertencia. “Momentos atrás, dois mísseis de defesa antiaérea Patriot foram disparados na direção de um drone que violou o espaço aéreo israelense vindo da Síria. A defesa anitaérea entrou em ação e disparou contra o drone, que retornou para a Síria”, escreveu Peter Lerner no Twitter. Anteriormente, a imprensa havia informado que sirenes antiaéreas foram ouvidas na parte central das Colinas de Golã, controladas por Israel. O Conselho de Segurança da ONU considera a região como terreno sírio ocupado.
FONTE: Sputniknews

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Submarino russo Stary Oskol testa mísseis de cruzeiro Kalibr-NK no Mar de Barents



Por: Redação OD

O submarino de ataque diesel-elétrico russo Stary Oskol, do projeto 636,3 Varshavianka, lançou mísseis de cruzeiro do sistema Kalibr-NK no Mar de Barents como parte do programa de testes das armas da embarcação, segundo disse o porta-voz da Frota do Norte da Rússia, capitão Vadim Serga, nesta sexta-feira (6). De acordo com a declaração oficial, o Stary Oskol superou "uma série de provas na Frota do Norte" e lançou “com êxito” um míssil de cruzeiro Kalibr "contra um alvo na costa".

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Departamento de Defesa dos EUA aprovam venda de mísseis Hellfire para a França



Por: Redação OD
O Departamento de Defesa dos EUA aprovou uma possível venda no valor de US$30 milhões de mísseis ar-superfície Hellfire e equipamentos para a França, segundo revelou a Agência de Cooperação em Defesa em um comunicado de imprensa nesta segunda-feira 02/05. O governo francês já havia solicitado ao Departamento de Defesa dos EUA a compra de 264 mísseis Hellfire de diferentes modelos, segundo informou a entidade.

domingo, 17 de abril de 2016

Irã mostra parte de seu sistema antimísseis russo em desfile militar


Por Redação OD
Parte do material do sistema antimísseis S-300 russo foi exibido neste domingo em um desfile militar no sul de Teerã, segundo imagens postadas pela agência Isna. Tubos de mísseis e sistema de radar foram, entre outros, fizeram parte de um desfile organizado por ocasião do "Dia do Exército da República Islâmica do Irã".