Mostrando postagens com marcador Forças Armadas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Forças Armadas. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Ministro da Defesa, Raul Jungmann emite nota de resposta à Editora Globo em repúdio a publicação da Revista Época


Por: Redação OD

O Ministro da Defesa, Raul Jungmann por meio da assessoria de imprensa do Ministério da Defesa, emitiram no dia de ontem uma nota de repúdio, à Editora Globo, a qual é detentora dos direitos sobre a Revista Época, que publicou uma matéria com o título " A Corrupção Fardada" onde a mesma descreve atos de corrupção entre as fileiras das Forças Armadas. Segue abaixo a nota do MD:

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Forças Armadas retornam a Rocinha em operação conjunta com a Polícia Militar


Por: Redação OD

As Forças Armadas voltaram a comunidade da Rocinha, na manhã de hoje (11), em apoio a Polícia Militar no segundo dia de operações de buscas pela mata que circunda a favela. A favela vem sendo palco de confrontos entre grupos criminosos rivais, que disputam o controle dos pontos de venda de drogas ilícitas na Rocinha, desde meados de setembro. A operação conjunta das Forças Armadas com a Polícia Militar, que acontece desde a terça-feira na Favela da Rocinha, continuará por tempo indeterminado. De acordo com o o subsecretário de Comando e Controle, Rodrigo Alves, até o momento foram presas 53 pessoas e 11 menores foram detidos.

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil organizou, pela segunda vez em 2017, o Estágio de Coordenação Civil-Militar


Por: Redação OD

Entre os dias 25 e 29 de setembro, o Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil (CCOPAB) organizou, pela segunda vez em 2017, o Estágio de Coordenação Civil-Militar (CIMIC). Os objetivos do Estágio de CIMIC são capacitar militares brasileiros e de Nações Amigas a exercerem atividades relacionadas ao Sistema de Assuntos Civis das Nações Unidas e discutir assuntos pertinentes a Coordenação Civil-Militar com integrantes do meio acadêmico e Organizações de interesse.

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

As Forças Armadas e a aplicação militar da Realidade Aumentada

Imagen: Applied Research Associates, Inc. ARA
Por: Cristiano de Souza Dorneles

A Consciência Situacional, que por definição significa a percepção dos elementos do ambiente, a compreensão do seu significado e a projeção de seu estado no futuro próximo, é fundamental nos conflitos armados na Era do Conhecimento. Neste sentido, um ambiente no teatro de operações é caracterizado por extensa rede de sensores e de fluxos de dados, centrada no comandante, diminuindo as incertezas e proporcionando vantagens. Uma forma de aplicar e representar estas informações no ambiente operacional é a Realidade Aumentada.

terça-feira, 26 de setembro de 2017

Espaço aéreo na Rocinha está controlado com restrições por medida de segurança


Por: Redação OD

O Estado Maior Conjunto das Operações em Apoio ao Plano Nacional de Segurança Pública no Rio informou  nesta segunda-feira (25) que o espaço aéreo na região da favela da Rocinha, na zona sul da cidade, “está controlado com restrições dinâmicas enquanto houver tropas na região, por razões de segurança”. De acordo com o Estado Maior Conjunto as Forças Armadas estão atuando em conjunto na Operação da Rocinha e, no total, foram empregados 950 militares e 14 blindados da Marinha, do Exército e da Aeronáutica. A Marinha do Brasil atua integrada às demais Forças no cerco à comunidade, incluindo áreas urbanas e de mata fechada.

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Vai começar a XXII MAREXAER. Maior competição esportiva que envolve as Escolas de Formação de Sargentos das três Forças


Por: Redação OD

Entre os dias 17 e 22 de setembro, a Escola de Sargentos das Armas (ESA) irá sediar a XXII MAREXAER (Marinha, Exército e Aeronáutica), competição esportiva que envolve as Escolas de Formação de Sargentos das três Forças Armadas. O órgão responsável pelo evento é a Comissão Desportiva Militar do Brasil (CDMB). A Marinha será representada pelos alunos do Centro de Instrução Almirante Alexandrino e do Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo (localizados no Rio de Janeiro); o Exército, pelos alunos da Escola de Sargentos das Armas (Três Corações-MG), da Escola de Sargentos de Logística (Rio de Janeiro-RJ) e do Centro de Instrução de Aviação do Exército (Taubaté-SP); e a Força Aérea, pelos alunos da Escola de Especialistas da Aeronáutica (Guaratinguetá-SP).

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Comissão de Relações Exteriores aprova que Justiça Militar julgue crimes das Forças Armadas


Por: Redação OD

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado (CRE) aprovou nesta quinta-feira um projeto de lei que transfere para a Justiça Militar a prerrogativa de julgar crimes cometidos por membros das Forças Armadas em missão de garantia da lei e da ordem (GLO). A pedido do governo, foi aprovado regime de urgência para votação no plenário do Senado. Se avalizado pelos senadores, o texto segue à sanção presidencial. O PLC 44/2016 foi apresentado pelo deputado Esperidião Amin (PP-SC) para entrar em vigor durante a Olimpíada do Rio, no ano passado.

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Forças Armadas se unem em prol da Ciência, Tecnologia e Inovação em evento no CTEx e avaliam parcerias


Por: Redação OD

De olho no futuro próximo, onde a integração entre as forças armadas tende a ser o “carro chefe”, a Marinha, o Exército e Força Aérea reuniram-se para o III Encontro das Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação das Forças Armadas no último dia 6 de setembro, nas instalçaões do Centro Tecnológico do Exército (CTEx). Oito Unidades da Marinha, seis do Exército e quatro da Aeronáutica participaram do Encontro, onde os integrantes foram divididos em 12 Grupos de Trabalho das áreas de Gestão e Científico-Tecnológica.

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Suécia dá início ao maior exercício militar dos seus últimos 20 anos, o Aurora 17


Por: Redação OD

As Forças Armadas da Suécia começaram no dia de hoje, seu maior exercício militar das últimas duas décadas, o Aurora 17 e que reunirá equipes em terra, no ar e no mar, contando com a participarão de cerca de 19,5 mil militares suecos e de 1,5 mil militares de outras nacionalidades, incluindo da Dinamarca, Estônia, Finlândia, França, Lituânia, EUA e Noruega, bem como cerca de 40 instituições civis diversas, o exercício se estenderá até o dia 29 de setembro. As principais localidades do exercício serão a cidade de Estocolmo e seus arredores, Gotlândia e Gotemburgo. O objetivo dos exercícios é "praticar os procedimentos de apoio do país anfitrião".

domingo, 3 de setembro de 2017

Bon Bagay, missão cumprida - cerimônia marca a saída das tropas brasileiras do Haiti


Por Major Sylvia Martins

A cerimônia na noite da última quinta-feira (31), na Base General Bacellar, em Porto Príncipe, marcou a despedida do Contingente Brasileiro (CONTBRAS) da Missão de Paz para Estabilização do Haiti (MINUSTAH). A partir de agora, as operações das tropas estão encerradas e a etapa final de desmobilização será concluída em 15 de outubro, que compreende as medidas de repatriação de pessoal e material. Pela segunda vez no Haiti, o ministro Jungmann, ressaltou que o componente militar deixa o país caribenho, mas não o Brasil, que continuará suas relações em outras áreas, como saúde e assistência humanitária.

domingo, 27 de agosto de 2017

Forças Armadas da Russia começam a recebe o kit de combate Rátnik


Por: Redação OD

As Forças Armadas da Rússia começaram a receber o novo pacote de equipamento operacional Rátnik (Guerreiro), que já passou por todos os testes necessários, segundo declarou o diretor-geral do Instituto de Pesquisas e Construção de Máquinas de Precisão da Rússia (parte da corporação Rostec), Dmítri Semizorov, à agência de notícias Tass.O kit de combate Rátnik é um sistema modular composto por dez subsistemas que podem ser modificados de acordo com a situação de combate, condições climáticas e outros fatores. 

sábado, 26 de agosto de 2017

Venezuela mobiliza tropas ante ameaças de Trump. Equipamentos pesados, soldados e civis armados foram utilizados em exercícios militares


Por: Redação OD
Aviões, blindados e milhares de soldados e civis armados foram mobilizados neste sábado (26) na Venezuela em exercícios militares ordenados pelo presidente Nicolás Maduro ante "a ameaça" do governo de Donald Trump, um dia depois das sanções financeiras anunciadas por Washington contra Caracas. Os Estados Unidos anunciaram nesta sexta-feira "novas e fortes" sanções financeiras contra a "ditadura" na Venezuela, entre elas, a proibição de negociar bônus soberanos e da companhia petroleira estatal PDVSA.

Após saída do Haiti, Brasil deverá fazer parte da MINUSCA. Força da ONU que opera na Região Centro-Africana


Por: Redação OD
A próxima missão das Forças Armadas do Brasil sob mandato da ONU será na África. E será perigosa, com elevada possibilidade de ações de combate. Há oito destinos possíveis no continente – todos cenários de violentas lutas civis. O Comando do Exército considera o envio de 700 a 800 homens, o tamanho de um batalhão de infantaria, já no segundo semestre de 2018.A parada mais provável até agora: a República Centro-Africana, onde 9.639 militares, mais 1.883 agentes policiais e 760 funcionários civis, integram a MINUSCA, sigla internacional da operação. O objetivo prioritário da ONU no país é proteger a população e ajudar o governo do presidente Faustin Touadéra a restabelecer condições de segurança interna, comprometida pela coalizão das milícias muçulmanas Séleka.

domingo, 20 de agosto de 2017

Gen Miotto comandante do CMA, alerta que orçamento só cobre gastos até setembro

Comandante Militar da Amazônia, General de Exército Geraldo Miotto (Foto: Márcio Silva)
Por: Redação OD

O comandante Militar da Amazônia, general Geraldo Miotto, alertou que o corte no orçamento das Forças Armadas em 45% anunciado nesta semana pelo governo federal afetará a vigilância da região de fronteira e diminuirá a capacidade de operações na região amazônica. Segundo ele, o Comando Militar da Amazônia (CMA) possui uma reserva de recursos que só serão suficientes para cobrir os gastos até o mês de setembro. A partir de setembro se nós não tivermos os recursos necessários, nós vamos ter que diminuir as operações. Agora em quanto, depende da equação, depende dos recursos que nós vamos receber. Já iniciamos um novo planejamento. Vamos nos adequar. É equação matemática. Gente (tropa) é igual a recursos, que resulta em produção.

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Adiada a votação do Projeto de Lei que transfere à Justiça Militar o julgamento de crimes contra vida civil feita por Militares


Por: Redação OD

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) aprovou, na sessão desta última quinta-feira (17), a indicação do diplomata Bruno Bath como delegado permanente do Brasil junto ao Mercosul e à Associação Latino-Americana de Integração e, por meio de vista coletiva, adiou a discussão do projeto (PLC 44/2016) que atribui à Justiça Militar a competência no julgamento de crimes dolosos contra a vida cometidos por militares contra civis, em atividades de garantia da lei e da ordem (GLO), dentre outras. 

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Oficiais generais recém-promovidos recebem cumprimentos do Presidente Temer


Por: Redação OD

Na tarde desta última segunda-feira (14), no Palácio do Planalto, treze oficiais generais das Forças Armadas, recém-promovidos, receberam os cumprimentos do Presidente da República, Michel Temer. A cerimônia, que já é tradição após as promoções, foi acompanhada pelos ministros da Defesa, Raul Jungmann; e chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Sérgio Etchegoyen. O presidente Temer, ao cumprimentar os promovidos, lembrou que a cerimônia simboliza o reconhecimento pelo profissionalismo e dedicação dos militares.

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Exército Brasileiro pode ter sua capacidade de ação afetada, por conta dos cortes orçamentários feitos pelo Governo Federal


Por: Anderson Gabino

EXCLUSIVO A situação econômica brasileira vem passando por uma enorme turbulência, exigindo que o governo federal corte orçamentos de vários setores. Com isso, as Forças Armadas tem sido fortemente golpeadas, chegando ao ponto de algumas atividades serem ameaçadas de descontinuidade, como exemplo temos a probabilidade de liberação antecipada dos recrutas incorporados em 2017, da mesma forma que ocorreu em 2002. Uma curva orçamentária decrescente e instável inviabiliza a execução do Portfólio Estratégico do Exército e prejudica a Indústria Nacional de Defesa, o que pode gerar desemprego e aprofundar a crise no país.

O Desafio da Segurança Pública


Por: Gen Ex Paulo Cesar de Castro

Muito se tem publicado sobre o tema, em geral, notícias que alarmam, intranquilizam e fazem com que os cidadãos de bem se sintam acuados, desamparados e à mercê dos, cada vez mais, ousados criminosos que infestam nossas cidades, rodovias, áreas de lazer e outrora pacatos povoados no interior. Tem sido frequente a divulgação de medidas adotadas pelo Estado, a meu ver, limitadas e restritas à compra de viaturas, de equipamentos e armamento para os órgãos relacionados no Art. 144 do texto constitucional. Parecem-me medidas com sabor de demagogia ao molho de populismo e que passam ao largo do cerne do sério problema enfrentado por todos os brasileiros, nas cidades e nos campos.

"O limite é setembro", diz ministro da Defesa e 'espera' que o orçamento seja recomposto pelo 'compromisso' assumido pela área econômica

Ministro da Defesa, Raul Jungmann Foto: FABIO MOTTA/ESTADÃO
Por: Redação OD

Em entrevista ao Estado, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, admitiu que as Forças Armadas estão "no limite". Ele afirma que, "por enquanto", a capacidade operacional está mantida, mas concorda com os comandantes militares de que o próximo mês é o prazo máximo de recebimento de verbas para manter serviços básicos nas unidades. "O limite é setembro, e daí vamos ter de cuidar de reduzir efetivo, fechamento de unidades". Jungmann disse que "espera", no entanto, que o orçamento seja recomposto pelo "compromisso" assumido pela área econômica.

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Senado avaliará proposta que impede julgamento de militares pela Justiça comum


Por: Redação OD

Parado há exatamente um ano no Senado, o Projeto de Lei da Câmara (PLC 44/16) que impede o julgamento comum de militares das Forças Armadas envolvidos em crimes contra civis pela Justiça comum deve entrar na pauta do Senado nas próximas semanas. Segundo fontes da Agência Brasil o assunto foi um dos temas tratados ontem (10) na reunião entre o ministro da Defesa, Raul Jungmann, e o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE).