Mostrando postagens com marcador Forças Armadas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Forças Armadas. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Intervenção federal no Rio gera onda de informações falsas nas redes sociais, veja as principais delas.


Por: Redação OD

Logo que foi veiculado pelas grandes mídias nacionais, a decisão do governo federal de realizar uma intervenção militar na segurança pública do Rio de Janeiro, esta não só gerou várias polêmicas, mas uma enxurrada de informações erradas e amplamente compartilhadas nas redes sociais. São boatos como a de que quem estiver na rua depois das 22h sem um documento de identificação e a carteira de trabalho assinada "será levado sob custódia para um quartel (ainda a ser definido) na vila militar", como diz um dos textos que viralizou na internet.

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Exército Brasileiro quer salvaguardas para os militares que forem atuar nas comunidades do Rio de Janeiro


Por: Redação OD

Com o aval dado pelo Congresso Nacional, na votação à intervenção federal na segurança pública e no sistema prisional do Rio de Janeiro foi apenas o começo. Após ontem, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, defender o uso de mandados de busca e apreensão coletivos, o titular da Justiça, Torquato Jardim, teve de ser mais explícito ao afirmar que a Constituição será respeitada: "pedidos terão nomes e endereços dos alvos, mas poderão ser feitos em conjunto por causa da 'singularidade' da região". avaliou o ministro Torquato.

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Governo Federal assina Decreto de Intervenção na Segurança Pública do Rio, bloqueio de vias e varredura em presídios serão frequentes


Editorial 

Estamos passando por um momento crítico em nossa segurança pública, o Rio de Janeiro passa por momentos de total agonia, onde em meio a falta de comando daqueles que deveriam dar a cara a tapa, e os holofotes dos que desejam 'brilhar" em Outubro/2018, a população clama por PAZ. A intervenção militar, é sim uma boa solução, mas infelizmente não nos moldes do que está se desenhando, pois está explicita o cunho político desta ação. Não adianta por as Forças Armadas, para tentar estancar a hemorragia, se não se tem 'sufa' para ajudar. O que queremos dizer, não adianta por tropas, blindados, helicópteros...se as leis não forem mudadas. Pode até ser que, no início venha a dar resultado, por conta do respeito que há com as instituições.

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil recebe novos conhecimentos sobre a República Centro Africana (RCA)


Por: Redação OD
O Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil, recebeu para proferir palestra nos dias 30 e 31 de Janeiro, um Oficial do Exército Francês, o Capitão Yoann YVINEC, que veio ao Brasil compartilhar seus conhecimentos operacionais sobre a missão da França na RCA e particularidades da cultura local. O público alvo de suas palestras foi composto por Oficiais, Suboficiais e Sargentos do CCOPAB e do Centro de Adestramento Leste (CA-LESTE) que estarão diretamente envolvidos na preparação dos efetivos para um possível desdobramento no país africano.

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Ministro da Defesa Raul Jungmann, diz que o sistema de segurança brasileiro está 'falido'


Por: Redação OD

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, afirmou nesta quarta-feira (31) que o sistema de segurança do Brasil está “falido”. Um dos motivos seria porque o crime se “nacionalizou e “transnacionalizou”. Jungmann usou o exemplo de Nem, um dos protagonistas dos confrontos que aconteceram pelo controle da Rocinha em 2017, hoje preso em Porto Velho. Nem está a 5 mil quilômetros do Rio de Janeiro. Mesmo assim, declara uma guerra na Rocinha, o que leva as forças armadas a serem convocadas. O sistema também faliu porque o governo federal não tem mandato sobre a situação dos estados, apenas em situações extraordinárias, que não deveriam acontecer”, explicou ele.

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

O Combate à Ponta do Iceberg da Criminalidade


Por: Luiz Eduardo Rocha Paiva

O vulto assumido pelo crime organizado permite classificá-lo como ameaça à lei, à ordem e à própria soberania nacional, pois o Estado perdeu a autoridade em áreas, ainda que restritas, de algumas metrópoles no País. No Rio de Janeiro, existem complexos de favelas controlados por facções criminosas, que impõem a sua "lei", constituindo um estado paralelo ao Estado nacional no exercício da violência. O emprego das Forças Armadas (FA) na segurança pública, num quadro de garantia da lei e da ordem, tem sido contumaz. No entanto, é apenas paliativo com efeito superficial e de curta duração, haja vista o retorno aos níveis de violência e o controle da bandidagem tão logo as tropas são retiradas das áreas conturbadas. 

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Na ONU, presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia, promete acelerar o envio de soldados à República Centro-Africana


Por: Redação OD

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou na tarde desta segunda-feira na sede da ONU, em Nova York, que o Congresso deve aprovar rapidamente o envio de tropas para a missão de paz na República Centro-Africana, nos moldes do que ocorreu na missão do Haiti. Maia se encontrou com o secretário-geral da entidade, António Guterres. Eu disse a ele (Guterres) que vou trabalhar junto ao presidente Michel Temer para que ele possa encaminhar logo a autorização (para a participação das Forças Armadas), para que o Congresso possa aprovar a decisão o mais rápido possível, disse ele.

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

O Brasil e os Desafios da Segurança Pública


Por: Paulo Cesar de Castro
Muito  se tem publicado sobre o tema, em geral, notícias que alarmam,  intranquilizam  e fazem com que os cidadãos de bem se sintam acuados, desamparados e à mercê dos, cada vez mais, ousados criminosos que infestam nossas cidades, rodovias, áreas de lazer e outrora pacatos povoados no interior. Tem sido frequente a divulgação de medidas adotadas pelo Estado, a meu ver, limitadas e restritas à compra de viaturas, de equipamentos e armamento para os órgãos relacionados no Art. 144 do texto constitucional. Parecem-me medidas com sabor de demagogia ao molho de populismo e que passam ao largo do cerne do sério problema enfrentado por todos os brasileiros, nas cidades e nos campos.

sábado, 30 de dezembro de 2017

Conselho de Ministros da Itália aprova proposta para se formar contingente que irá atuar no Níger contra o terrorismo


Por: Redação OD

Foi aprovado na última nesta quinta-feira (28), pelo Conselho de Ministros da Itália, uma proposta do premier Paolo Gentiloni autorizando a participação deste país em missões internacionais à partir do próximo ano. O texto diz respeito à operação, em que as Forças Armadas Italianas pretendem realizar no Níger, na região africana do Sahel, para combater o tráfico humano e o terrorismo. A medida, que ainda precisa passar pelo aval do Parlamento, é mais uma ação do Governo de Roma para tentar fechar a rota migratória clandestina no Mediterrâneo Central, a qual já se obteve uma drástica redução após o acordo de treinar e equipar a Guarda Costeira Líbia.

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Ministro da Defesa apresenta balanço das ações das Forças Armadas e reitera o compromisso das mesmas com o Brasil


Por: Redação OD

O ano de 2017 foi marcado por diversas ações do Ministério da Defesa (MD), reforçando o comprometimento das Forças Armadas com o Brasil. Foram desenvolvidas ações na área de indústria de defesa, missões de paz, apoio à segurança pública e à defesa civil, proteção e segurança nas faixas de fronteiras, assistência humanitária internacional, programas sociais, parcerias bilaterais e defesa cibernética. O ministro da Defesa, Raul Jungmann, apresentou nesta quinta-feira (28) durante coletiva de imprensa as principais realizações da Pasta. Entre os avanços implementados no setor de indústria de defesa destacam-se a criação da linha internacional de créditos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a participação do MD na Câmara de Comércio Exterior (CAMEX).

domingo, 17 de dezembro de 2017

Uma guerra silenciosa por um mercado de R$ 2,5 bilhões, é travado no Brasil por grandes fabricantes de armas mundiais


Por: Redação OD

Um edital aberto pela Polícia Rodoviária Federal, que se transformou em um contrato para a aquisição de pistolas, revela os bastidores de uma disputa bilionária pelo mercado de armas no Brasil. Em audiência realizada pela corporação no último dia 18 de outubro, em Brasília, a qual contou com a participação de oito empresas, duas nacionais e seis estrangeiras, em busca de um nicho comercial com números iniciais na casa dos R$ 2,5 bilhões, mas que, a partir do lobby e de eventual queda do Estatuto do Desarmamento, pode atingir valores hoje ainda incalculáveis. A ata do encontro entre os integrantes da PRF e dos representantes das empresas revela o objetivo de avaliar a capacidade nacional e internacional para o fornecimento de armas para corporações brasileiras.

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Reunião da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania vota avaliação da Política Nacional de Segurança Pública


Por: Redação OD

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado Federal, irá apresentar o resultado do trabalho de avaliação da Política Nacional de Segurança Pública, dentre as apresentações em pauta está: a Revogação do Estatuto do Desarmamento,a militarização das fronteiras e a maior autonomia para os Estados. Estas sugestões serão apresentadas por um estudo que contém 51 páginas produzido pelo senador Wilder Morais, o qual fará a explanação sobre o tema nesta quarta-feira (13) em reunião marcada para 10h.

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Brasil recebe de forma oficial convite da Organização das Nações Unidas para integrar a MINUSCA


Por: Redação OD

Após o termino das operações de paz no Haiti (MINUSTAH) onde o Brasil era o país que liderava a missão, muitas especulações foram feitas e levantadas, de onde seria a próxima missão no exterior brasileira. Sendo assim, na última quarta-feira (22) a Organização das Nações Unidas, acabou com o mistério oficializando um convite para que o Brasil integre a MINUSCA (Missão de paz na República Centro-Africana). No documento (veja o mesmo abaixo), o Secretariado da ONU solicita o envio de pelo menos 750 militares, onde a mesma solicita que o governo Brasileiro responda de forma oficial até 15 de dezembro do corrente ano.

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Após ações das Forças Armadas, Serviços de Inteligência do Exército e da Policia Federal fazem alerta sobre 'perigo'


Por: Redação OD

Após as declarações pesadas do Ministro da Justiça, Torquato Jardim, contra a classe política e a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro enfatizando que, o Governador do Estado, Luiz Fernando Pezão, e o Secretário de Segurança do Estado, Roberto Sá, não possuem nenhum tipo controle sobre a Polícia Militar, e que o comando da corporação estaria envolvido com o crime organizado ressaltando que "os Comandantes do Batalhão são sócios do crime organizado", e que haveria acertos de deputados estaduais com o crime organizado.

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Garantia da Lei e da Ordem: Forças Armadas e as ações pontuais com foco no trabalho de inteligência, cerco e logística


Por: Redação OD

Desde o dia 28 de julho, as Forças Armadas atuam em apoio ao Plano Nacional de Segurança Pública (PNNSP), que prevê a atuação de Marinha, do Exército e da Aeronáutica em ações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), em coordenação com os órgãos de segurança pública. Em três meses, as Operações resultaram em 147 pessoas presas e oito menores apreendidos. Segundo a Secretaria de Estado de Segurança do Estado do Rio de Janeiro (SESEG), foram apreendidos 26 fuzis, 125 carregadores de fuzis, 23 pistolas, uma espingarda calibre 12, três revólveres, 20 granadas, 3.733 munições de calibres variados, 81 veículos, 2,2 toneladas de maconha, 14 quilos de cocaína, 1,5 quilo de haxixe, entre outros.

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Ação conjunta das Forças de Segurança em operação no Complexo de São Carlos

Forças de segurança realizam operação no Complexo do São Carlos - Uanderson Fernandes / Agência O Globo
Por: Redação OD

Uma operação das forças de segurança no Complexo do São Carlos, fez com que o amanhecer na região da área central se torna-se tenso. A ação conta com a Policia Militar, com policiais civis, além de militares das Forças Armadas que foram mobilizados durante a madrugada. Os agentes realizam um cinturão nos acessos das comunidades do São Carlos e da Mineira. Em nota, a Secretaria de Estado de Segurança (Seseg) informa, ter deflagrado a operação por meio de suas polícias Civil e Militar, tendo o apoio das Forças Armadas, Força Nacional e da Polícia Federal. De acordo com o Comando Militar do Leste, estão empregado nesta missão 1,7 mil militares das três Forças Armadas, que estabelecem um cerco nos acessos às comunidades.

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Ministro da Defesa, Raul Jungmann emite nota de resposta à Editora Globo em repúdio a publicação da Revista Época


Por: Redação OD

O Ministro da Defesa, Raul Jungmann por meio da assessoria de imprensa do Ministério da Defesa, emitiram no dia de ontem uma nota de repúdio, à Editora Globo, a qual é detentora dos direitos sobre a Revista Época, que publicou uma matéria com o título " A Corrupção Fardada" onde a mesma descreve atos de corrupção entre as fileiras das Forças Armadas. Segue abaixo a nota do MD:

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Forças Armadas retornam a Rocinha em operação conjunta com a Polícia Militar


Por: Redação OD

As Forças Armadas voltaram a comunidade da Rocinha, na manhã de hoje (11), em apoio a Polícia Militar no segundo dia de operações de buscas pela mata que circunda a favela. A favela vem sendo palco de confrontos entre grupos criminosos rivais, que disputam o controle dos pontos de venda de drogas ilícitas na Rocinha, desde meados de setembro. A operação conjunta das Forças Armadas com a Polícia Militar, que acontece desde a terça-feira na Favela da Rocinha, continuará por tempo indeterminado. De acordo com o o subsecretário de Comando e Controle, Rodrigo Alves, até o momento foram presas 53 pessoas e 11 menores foram detidos.

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil organizou, pela segunda vez em 2017, o Estágio de Coordenação Civil-Militar


Por: Redação OD

Entre os dias 25 e 29 de setembro, o Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil (CCOPAB) organizou, pela segunda vez em 2017, o Estágio de Coordenação Civil-Militar (CIMIC). Os objetivos do Estágio de CIMIC são capacitar militares brasileiros e de Nações Amigas a exercerem atividades relacionadas ao Sistema de Assuntos Civis das Nações Unidas e discutir assuntos pertinentes a Coordenação Civil-Militar com integrantes do meio acadêmico e Organizações de interesse.

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

As Forças Armadas e a aplicação militar da Realidade Aumentada

Imagen: Applied Research Associates, Inc. ARA
Por: Cristiano de Souza Dorneles

A Consciência Situacional, que por definição significa a percepção dos elementos do ambiente, a compreensão do seu significado e a projeção de seu estado no futuro próximo, é fundamental nos conflitos armados na Era do Conhecimento. Neste sentido, um ambiente no teatro de operações é caracterizado por extensa rede de sensores e de fluxos de dados, centrada no comandante, diminuindo as incertezas e proporcionando vantagens. Uma forma de aplicar e representar estas informações no ambiente operacional é a Realidade Aumentada.