Mostrando postagens com marcador Estados Unidos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Estados Unidos. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Secretário-geral da OTAN defende envio de missão militar ao Iraque sugerida pelos EUA para ajudar na reconstrução do país

Por: Redação OD
Os ministros da Defesa dos países membros da OTAN deverão aprovar, durante reunião do conselho nesta quarta-feira em Bruxelas, o projeto para enviar uma missão militar ao Iraque, que possa contribuir para a estabilização da situação de segurança e apoiar os esforços de reconstrução do país após a derrota e expulsão das forças do Daesh, no fim do ano passado. Não podemos deixar o Iraque agora”, justificou o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, explicando que depois de terem ganho a guerra contra os jihadistas, onde eles chegaram a ocupar um terço do território, também “é preciso ganhar a paz”.

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

Taiwan irá implementar sistemas de defesa MIM-23 Hawk na tentativa de frear a China em invadir seu espaço aéreo


Por: Redação OD

Em resposta as inúmeras surtidas indesejadas da aviação militar chinesa sobre seu território, o Governo de Taiwan irá implementar em suas Forças Armadas o sistema de defesa antiaéreo MIM-23 Hawk, o qual fora largamente utilizado pelos Estados Unidos durante a Guerra Fria (1947-1991), mais especificamente em 1959 no seu auge. O jornal China Times, com sede em Taipei (capital taiwanesa), revela que esses sistemas antiaéreos serão colocados ativos "breve", como parte da primeira linha de defesa de Taiwan frente aos caças e bombardeiros chineses que voam em um baixa altitude em seu território.

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Após saída do Iraque e da Síria, o Comando Central dos EUA tem como foco agora o Afeganistão


Por: Redação OD

Com a virtual derrota do grupo terrorista Daesh nos territórios do Iraque e na Síria, os Estados Unidos começam a transferir seus recursos logístico de combate aéreo para uma outra área de conflito: o Afeganistão. O comandante do Comando Aéreo da OTAN no Afeganistão, major-general da Força Aérea, James Hecker, disse que o país da Ásia Central, "tornou-se o principal esforço do Comando Central dos EUA (CENTCOM) graças aos recentes sucessos no Iraque e na Síria". Os ativos transferidos começaram a chegar no Afeganistão na quinta-feira (08), incluindo drones Reaper da MQ-9, aviões de ataque A-10C Thunderbolt II e esquadrões de busca e salvamento de combate.

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Donald Trump ordena ao Pentágono a realização de um desfile militar para demonstração de força


Por: Redação OD

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ordenou ao Pentágono um desfile militar para demonstrar o poderio americano e ressaltar seu papel de comandante-chefe, informou a Casa Branca nesta terça-feira. Trump fez o pedido a oficiais, que o confirmaram estão em busca de uma data para a realização do evento. O presidente Trump é um forte apoiador dos grandes membros das Forças Armadas da América, que arriscam suas vidas todos os dias para manter o nosso país seguro.

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Estados Unidos iniciam retirada de tropas do Iraque


Por: Redação OD
Os Estados Unidos iniciaram a retirada de suas tropas do Iraque após a declaração da vitória de Bagdá sobre o grupo do Estado islâmico (EI) no ano passado. Dezenas de soldados americanos foram transportados do Iraque para o Afeganistão em voos diários durante a última semana, juntamente com armas e equipamentos, disse um porta-voz do governo iraquiano nesta segunda-feira. Duas autoridades iraquianas confirmaram a "The Associated Press" que a coalizão liderada pelos EUA e o governo local chegaram a um acordo para retirar tropas no Iraque. É a primeira vez que isso ocorre desde que a guerra contra o EI foi iniciada, há mais de três anos. O governo do Iraque não confirmou o início do processo oficialmente.

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Agência de Projetos de Investigação Avançados de Defesa dos EUA libera vídeo de testes do Sea Hunter, Caçador de Submarinos


Por: Redação OD

O Sea Hunter, o novo navio caça-submarino não tripulado dos EUA, desenvolvido para detectar e vigiar submarinos inimigos, passou com sucesso os testes, provando suas capacidades inéditas. O vídeo dos testes no mar do Sea Hunter foi publicado pela Agência de Projetos de Investigação Avançados de Defesa (DARPA). O novo sistema robótico tem por objetivo detectar e vigiar submarinos diesel-elétricos equipados com tecnologia de camuflagem 'stealth'.

Embraer e Boeing chegam a acordo para a criação de uma nova empresa. A área militar da Embraer não fará parte


Por: Redação OD

Embraer e a Boeing podem ter chegado a um acordo sobre a parceria e proposta de fusão entre as duas empresas. De acordo com a coluna da jornalista Miriam Leitão, no site O Globo, a Embraer aceitou a proposta da americana para a criação de uma terceira empresa, que ficará encarregada da operação comercial. A nova companhia, segundo a coluna, não inclui a parte militar do negócio, que era motivo de entrave nas conversas entre as fabricantes de aeronaves. As conversas sobre uma possível fusão entre as duas empresas foram divulgadas pela primeira vez em dezembro do ano passado. O negócio pode valer até U$S 6 bilhões.

Departamento de Estado dos EUA condenam possível ataque químico na Síria e falam que a Russia pode ser responsabilizada


Por: Redação OD
O Departamento de Estado dos Estados Unidos afirmou nessa quinta-feira (1º) que o governo leva "muito a sério" as denúncias que vem recebendo sobre um possível ataque com armas químicas na região de Ghouta Oriental, o principal reduto da oposição na periferia de Damasco, e advertiu que se as acusações procederem, a Russia também será considerada co-responsável. "Os Estados Unidos estão extremamente preocupados com um novo relatório obtido sobre o uso de gás cloro por parte do regime sírio para aterrorizar civis inocentes na região de Ghouta Oriental. Levamos muito a sério essas acusações e estamos investigando os relatórios", declarou a porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert, durante entrevista em Washington.

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Teste de defesa com míssel SM-3 Block IIA falha na tentativa de abater um míssil falso lançado de uma aeronave


Por: Redação OD

Um teste realizado por militares dos Estados Unidos para abater um míssil falso vindo do Havaí nesta quarta-feira (31), não obteve o exito esperado, disse uma autoridade norte-americana, em meio a preocupações elevadas sobre o desenvolvimento da Coreia do Norte de programas nuclear e de mísseis. A autoridade, falando sob condição de anonimato, disse que um míssil SM-3 Block IIA lançado a partir de um complexo de defesano Havaí, fracassou na tentativa de atingir um outro míssil lançado de uma aeronave. 

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Rapidez, precisão e uma nova interface: EUA modernizam seu principal míssil anti-navio, o Harpoon Block II+


Por: Redação OD

A Marinha dos Estados Unidos está muito próxima de ter em seu arsenal de armas, mais nova versão do míssil anti-navio Harpoon Block II+, depois que a Marinha efetuou com êxito um voo de teste com o míssil a bordo de uma caça F/A-18 Super Hornet. O teste ocorrido no último dia 22 de janeiro na base naval do condado de Ventura, Califórnia, tinha como objetivo saber se o novo míssil Harpoon Block II+ responderia corretamente à nova atualização de "software" do caça, conforme noticiou o site Navy Recognition. "A atualização System Configuration set H12E e sua instalação corresponde à anos de planejamento, design, engenharia e testes, que englobam várias entidades dos EUA", de acordo com o diretor do programa Harpoon, comandante Jon Schiffelbein.

sábado, 27 de janeiro de 2018

Conheçam alguns truques utilizados pelo "Exército Fantasma" dos EUA para enganar os nazistas na 2ª Guerra

Veículos e outros objetos infláveis ajudavam a despistar o inimigo (Foto: Getty Images)
Por: Redação OD

Durante a Segunda Guerra Mundial, o Exército americano criou uma unidade secreta para enganar os nazistas nos campos de batalha na Europa. O 23º quartel-general das Tropas Especiais, também conhecido como Exército Fantasma, usou ilusionismo e outros truques para se passar por tropas reais e confundir os alemães sobre o tamanho e a localização das forças aliadas. Estima-se que, em 21 operações, o Exército Fantasma tenha salvo milhares de vidas. Acredita-se que nunca tenha sido descoberto. Rick Beyer e Elizabeth Sayles, autores de The Ghost Army of World War II (2015; O Exército Fantasma da 2ª Guerra Mundial, em tradução livre), revelaram as formas como essa unidade despistava inimigos.

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Ex-chefe da Administração Nacional de Segurança Nuclear dos EUA afirma que entidade está trabalhando em novos projetos

Por: Redação OD

A nova doutrina nuclear dos Estados Unidos, a qual fora parcialmente divulgada pela mídia, fala sobre os planos de criar-se uma ogiva nuclear de baixa potência para equipar os submarinos nucleares da US NavyA Administração Nacional de Segurança Nuclear dos EUA (NNSA) vem trabalhando no sentido de desenvolver dois novos tipos de ogivas nucleares a serem instaladas em sua frota de navios e submarinos, afirmou o ex-chefe da instituição, Frank Klotz, em entrevista ao site Defence One. O ex-chefe da NNSA recusou-se a comentar e dar mais detalhes sobre estas informações, mas afirmou que a instituição está trabalhando em um ritmo bem acelerado.

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Militares norte-americanos intensificam treinamentos de combate, visando uma possível guerra contra a Coreia do Norte


Por: Redação OD

Segundo o jornal The New York Times,  militares norte-americanos estão intensificando ainda mais seus treinamentos para estarem preparados, caso haja possíveis combates contra soldados norte-coreanos. Ainda de acordo com o jornal, em dezembro tropas dos EUA, realizaram um excercício o qual simulava um grande desembarque aéreo e contou com quase 50 helicópteros no estado da Carolina do Norte. Paralelo a este exercício, no estado de Nevada cerca de 120 paraquedistas simularam uma invasão a um país estrangeiro realizando saltos noturnos de um avião de transporte militar C-17 Globmaster III.

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

EUA pedem desculpas ao Japão por vários acidentes militares, mas revolta entre populares de Okinawa vem crescendo

Além de acidentes com aeronaves, uma série de crimes incluindo estupros e agressões também desencadearam protestos em Okinawa (ANN/reprodução)
Por: Redação OD
O secretário da defesa dos Estados Unidos, James Mattis, pediu desculpas ao seu homólogo japonês Itsunori Onodera após uma série de acidentes incluindo o pouso de emergência de um helicóptero militar americano em Okinawa na segunda-feira (8). Isso ocorreu dois dias após um incidente similar também em Okinawa, onde mais da metade da tropa de 47 mil soldados americanos no Japão está posicionada. O ministro Japonês disse que houve um pedido de desculpas por parte do Secretário de defesa dos EUA (…) Eu falei com Mattis sobre o problema, citando exemplos concretos de vários acidentes que aconteceram entre setembro e dezembro do ano passado e em janeiro deste ano em Okinawa”, disse Onodera aos repórteres após as conversas.

domingo, 7 de janeiro de 2018

Aproveitando-se do impasse entre Estados Unidos e Paquistão, China tenta montar sua segunda base naval no exterior


Por: Redação OD

Depois de instalar sua primeira base naval estrangeira em Djibouti, em agosto do ano passado, Pequim sonda agora de fixar sua posição no Paquistão, planejando assim aumentar a sua presença militar no exterior com uma segunda base naval estrangeira. A China planeja construir esta segunda base perto de Gwadar, um porto paquistanês estrategicamente importante no Mar da Arábia, de acordo com fontes próximas ao Exército chinês, citadas pelo jornal South China Morning Post. A notícia vem em meio a uma disputa entre os EUA e o Paquistão, com Washington congelando o financiamento de segurança para Islamabad. 

sábado, 6 de janeiro de 2018

Força Aérea Americana publica vídeo da escolta realizada em 2017 a dois caças Su-30 russos sobre o Mar Báltico


Por: Redação OD

A Força Aérea Americana publicou a filmagem da escolta realizada por Caças F-15 Eagle a dois caças russos sobre a região do Báltico. Segundo o Pentágono, os incidentes ocorreram em 23 de novembro e 13 de dezembro do ano passado. Na verdade o vídeo é uma compilação de vários trechos. Na primeira parte mostra como os pilotos americanos são acionados para uma emergência na base aérea lituana de Zokniai. Já a segunda parte mostra dois caças F-15 Eagle da USAF decolando para interceptar os caças russos Su-30, (supostamente estes caças seriam da Marinha Russia) sobre o espaço aéreo internacional do Báltico" no dia 23/11.

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Presidente Donald Trump assina Lei de Autorização da Defesa Nacional

O presidente estadunidense Donald Trump, cercado por oficiais militares e membros do Congresso, incluindo o vice-presidente Mike Pence (dir.) e o secretário da defesa Jim Mattis (esq.), assina a H.R. 2810, ou Lei de Autorização da Defesa Nacional para o ano fiscal de 2018, no Salão Roosevelt na Casa Branca, em Washington, D.C., em 12 de dezembro de 2017 (Saul Loeb/AFP/Getty Images)

Por: Redação OD

O presidente Norte-Americano Donald Trump assinou na última terça-feira dia 3, a Lei de Autorização da Defesa Nacional, o qual é referente às despesas anuais das forças de defesa dos Estados Unidos. O projeto de lei inclui um aumento geral dos gastos militares e a aquisição de novos equipamentos de defesa. Entre as despesas orçadas estão os caças furtivos F-35, veículos de combate terrestre e submarinos da classe Virgínia. O documento aumentará o tamanho das Forças Armadas dos EUA pela primeira vez em sete anos. E também oferece aos membros do serviço militar o maior aumento salarial em oito anos, de acordo com a Casa Branca.

Apesar de negar sobre uma possível transferência de controle, Governo cria comitê para avaliar o caso Boeing/Embraer


Por: Redação OD

Mesmo com o presidente Michel Temer já tendo afirmado que a transferência de controle da Embraer para a Boeing não está em cogitação, nos bastidores do Planalto a informação é que a intenção da companhia norte-americana é adquirir de fato a fabricante brasileira de aeronaves. O governo, entretanto, está decidido a impedir a fusão com o uso da “Golden Share” – ação mantida após a privatização da companhia que dá direito a veto em questões estratégicas. O ministro da Defesa, Raul Jungmann, afirmou na quarta-feira (3), que ainda não recebeu oficialmente nenhum aviso de avanços na negociação, mas reiterou que o governo não abrirá mão de salvaguardas de defesas em um futuro acordo entre as empresas.

sábado, 30 de dezembro de 2017

Russia acusa os EUA de violarem tratados com a venda de sistema antimíssil "Aegis Ashore" ao Japão


Por: Redação OD

O vice-ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Sergei Ryabkov, acusou hoje os EUA de terem violado um importante tratado de armamento com a venda de um sistema antimíssil ao Japão. "Os Estados Unidos espalham os sistemas de defesa de mísseis pelas suas bases militares, perto das nossas fronteiras ocidentais (referindo-se aos sistemas colocados na Romênia e na Polônia), o que vai contra o tratado INF (Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermédio) de 1987, que proíbe a implementação de tais sistemas", disse Ryabkov, em um comunicado publicado no 'site' do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia. "O fato desses sistemas poderem agora aparecer nas fronteiras orientais da Russia cria uma situação que nós não podemos ignorar na nossa planificação militar", disse Ryabkov.

Raytheon ganha contrato com a USAF para o fornecimento de mísseis AMRRAM e com a Geórgia para mísseis JAVELIN


Por: Redação OD

A empresa Raytheon, uma das maiores fabricante de armas e afins dos EUA e que possui grande contratos com este governo na área de defesa, ganhou um contrato dUSAF no valor de US$ 634,2 milhões para a produção de um lote de mísseis ar-ar de médio alcance AIM-120 AMRAAM. Além dos mísseis o contrato prevê ainda, a produção de peças sobressalentes e de equipamentos para a telemetria dos mísseis. O prazo para o cumprimento do contrato está previsto para 31 de janeiro de 2020, especifica o Departamento de Defesa. Ainda de acordo com o comunicado publicado no site do Pentágono, a empresa também fora contemplada com alguns outros contratos, que envolve vendas de armas para países como Japão, Coreia do Sul, Marrocos, Polônia, Indonésia, Romênia, Espanha, Turquia, Bahrein, Catar e Geórgia